(15) 3211-2393

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Quiropraxia é uma profissão da saúde que lida com o diagnóstico, tratamento e a prevenção das desordens do sistema neuro-músculo-esquelético e dos efeitos destas desordens na saúde em geral. Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular.

O exercício da Quiropraxia enfatiza o tratamento conservador do sistema neuro-músculo-esquelético através de ajustes  e/ou  manipulção vertebral da coluna e membros sem o uso de medicamentos ou procedimentos cirúrgicos.

Deste modo, a quiropraxia pode ajudar pessoas saudáveis a manterem essa condição, e para aqueles que estão com dor, a quiropraxia oferece uma  maneira única e precisa de proporcionar alivio, agindo diretamente na origem da dor.

A Quiropraxia não realiza somente o ajuste manual. Existem mais de cem técnicas dentro da quiropraxia para detectar e corrigir os desalinhamentos da coluna vertebral, algumas manuais e outras com auxilio de instrumentos específicos, todas elas com o mesmo objetivo: restabelecer a função normal do organismo retirando as interferências (subluxações vertebrais) da coluna. O profissional, quiropraxista, através de uma avaliação detalhada poderá utilizar uma ou mais técnicas nos pacientes, utilizando a(s) mais adequada(s) para cada situação.

Os ajustes são realizados através de manobras manuais em alta velocidade e baixa amplitude, sendo muito seguro, pois o quiropraxista faz o ajuste em vértebras especificas e não simplesmente “estala” tudo. Esta técnica não é somente para a coluna vertebral, é possível também ajustar extremidades (braços, pés, punho, entre outras partes.

O tratamento de Quiropraxia pode ser aplicado para quaisquer alterações ditas “funcionais” que afetam o sistema neuro-músculo-esquélético, sendo indicado para qualquer faixa etária, até mesmo as gestantes.

Os principais acometimentos tratados pela Quiropraxia são:
 

• Dores na coluna vertebral;
• Dores da cabeça;
• Hérnia de disco;
• Dor ciática;
• Dores no pescoço;
• Dores e tensão muscular;
• Problemas nas articulações do ombro, cotovelo, punho, joelho, tornozelo;
• Desvios de postura (lordose, cifose e escoliose);
• Restrições às movimentações;
• DORT / LER;
• Entre outros.