(15) 3211-2393

A Osteopatia está baseada na anatomia, na fisiologia, biomecânica e semiologia, não deve ser considerada uma alternativa mas sim um complemento a qualquer outro tratamento médico.

A validade da Osteopatia é tão concreta que é recomendada e incentivada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como prática de saúde.

Na maioria dos casos, o diagnóstico osteopático consiste na avaliação do grau de liberdade dos movimentos existentes em determinados tecidos (articulações, orgãos, músculos, fáscias, etc).

Num problema de uma qualquer articulação, não só terão que ser valorizados os graus de movimento que esta apresenta, mas também a origem das raízes nervosas responsáveis pelo movimento, aponeuroses, tendões, ligamentos, assim como um eventual orgão que possa estar a repercutir os seus sintomas nesse mesmo local.

A Lesão Osteopática é uma restrição de movimento numa articulação dentro dos limites fisiológicos de movimento dessa articulação e não uma luxação.

O Osteopata utiliza técnicas manuais específicas adequadas a cada tipo de tecido, a cada tipo de problema, a cada tipo de paciente bem como à idade dos mesmos.

Na verdade, são inúmeras as indicações do tratamento osteopático, excepto tumores e patologias neurológicas graves.

As patologias mais frequentes que chegam ao Osteopata são referentes a coluna vertebral, mas a attuação é muito mais ampla e das quais se destacam:

• Ciáticas/Hérnias Discais
• Dorsalgias/Lombalgias
• Torcicolos
• Dores de Cabeça
• Disfunções Viscerais
• Disfunções Cranianas
• Lesões Desportivas
• Grávidas (Lombalgias, Vertigens, Tensão Muscular, Obstipação, Cãibras, etc.)

 

A Osteopatia é particularmente eficaz no campo da prevenção, conseguindo evitar que as disfunções se transformem em doenças crônicas e ou lesões irreversíveis, como as artroses ou as hérnias discais, ainda que depois destas estabelecidas, contribua para as aliviar, reduzindo os seus efeitos.

Os resultados costumam aparecer logo nos primeiros dias após a consulta, dependendo é claro, da patologia e do tempo de existência da mesma.